Canadá: 2 países em 1


Sempre ouço falar que o Quebec é bem diferente do resto do Canadá, e é mesmo, cultura diferente, língua diferente, tudo diferente. Mas esta semana aconteceu algo que achei o absurdo das diferenças, se não for muito chamar de preconceito.

Creio que o preconceito há tanto por parte dos quebecois, quanto por parte dos canadenses, primeiro que quando você pergunta a nacionalidade de alguém que nasceu no Quebec, ele não é canadense, é quebecois. No Brasil, alguém pode ser por exemplo: Brasileiro, paulista e paulistano, aqui não, é quebequense (ou quebecois) só (pelo menos a maioria faz isso).

Mas estava procurando um curso on-line para fazer, e achei um em Calgary, a moça que me atendeu, pediu para fazer uma entrevista por telefone, ok, aceitei. Ela perguntou qual curso eu desejaria fazer, e depois uma pergunta estranha, quanto você tem disponível para fazer um curso? Eu disse, você me diz quanto o curso custa e eu te digo se quero ou não fazer.

O motivo da pergunta? É que estou no Quebec, e para eles por estar no Quebec é como se eu estivesse em outro país, então se o curso custava 5.000$, para mim por estar no Quebec custa 50.000$, isso mesmo 10x mais.

Achei um absurdo e vi que o Quebec é realmente outro país, mas na cabeça das pessoas. Claro que já tentaram se separar duas vezes, não obtiveram sucesso, mas se pensassem um pouquinho, como diz meu amigo David, os dois lados só tem à perder com a separação. Por exemplo, o Canadá faz parte do G7, separando do Quebec sai do G7 e o Quebec não entra, e muitos outros casos como esse.

abraço diretamente do Canadá, ops Quebec... ahhhh América do Norte.

Comentários

Taty disse…
meu... isso eu já reparei, inclusive nas músicas da banda mes aïeux que eu ouço... beijocas
O casal disse…
de 5 mil pra 50???

heeein???

q doidera!
P disse…
é mesmo triste... e complicado isso de uma identidade tão forte dentro de outra...

quanto ao lance da facul, o québec também é assim: residentes do québec pagam menos que residentes de qualquer outra região do país, que por sua vez pagam menos que estudantes internacionais.

[]s
p
Daniel SKEFF disse…
Isso de fato é uma triste verdade... Um bom filme que ilustra parte desse preconceito, também usado para aprender os famosos palavrões do Québec... rs..., é o famoso "Bon Cop Bad Cop", onde até na pólícia vc percebe isso. Já lí outros posts que falam também sobre o respeito às leis de trânsito no Canadá. Quando alguém comete uma infração no lado anglofônico (é assim mesmo que se escreve!?), já olham logo para a placa para ver se é do Québec. "Háááá, tá explicado! Só podia ser um(a) québécois(e)!". Muito chato isso! Vai de encontro até com os preceitos para se imigrar para o Canadá, não é mesmo!? Mas para não passar por aqui sem contribuir com alguma coisa de bom, segue um site como sugestão cultural sobre o Canadá. Trata-se de uma enciclopedia online... E está em FRANCÊS (QUÉBÉCOIS)! rs... Curioso não!? E inglês é a SEGUNDA opção de lingua no site. Profitez-vous mon vieux! http://www.thecanadianencyclopedia.com.

Seguem tb meus contatos. dskeff@gmail.com e dskeff@hotmail.com.
puts, dá noticia boa pra gente que ta chegando por ai
=~C
auiauihi

Postagens mais visitadas deste blog

Imigração - Propaganda

Estudando Medicina no Canadá

Desafio da Coruja Vermelha