Universidades do Quebec


Estava lendo um tópico e uma reportagem e fiquei impressionado (talvez até decepcionado) e ao mesmo tempo orgulhoso.

Muita gente diz que vem pro Canadá para estudar, pois aqui temos as melhores universidades do mundo, será?

Após ler esta reportagem da Veja (será confiável?), li uma coisa que pensei não ser assim. Trata-se de uma lista (ranking) das melhores universidades do mundo, vejam a classificação das melhores universidades brasileiras:

38º - Universidade de São Paulo (Brasil)
115º - Universidade Estadual de Campinas (Brasil)
134º - Universidade Federal de Santa Catarina (Brasil)
152º - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Brasil)
196º - Universidade Federal do Rio de Janeiro (Brasil)
204º - Universidade de Brasília (Brasil)
241º - Universidade Federal de Minas Gerais (Brasil)

Aí olhei pelo post também a classificação das universidades do Canadá, e vejam o que li:

93º - Universidade de Montreal (Canadá)
107º - Universidade McGill (Canadá)
154º - Universidade UQAM (Canadá)

Não sei quais foram os critérios para se chegar a este ranking, e a pergunta que a pessoa fez foi: Então porque vir estudar aqui, se as universidades do Brasil não perdem tão feio assim para as brasileiras?

Na hora pensei: É verdade.... mas depois tive uma resposta razoável... Para entrar numa universidade federal (ou pública) no Brasil é uma verdadeira novela, mesmo que para fazer cursos digamos menos vips que outros, entrar numa universidade no Brasil quando se estuda em colégio público é quase impossível para muitos.

Mas, o acesso à universidade aqui é muito fácil, e os incentivos que o governo dá são enormes. Se você não tem dinheiro para estudar (afinal aqui todas são pagas), não tem problema, o governo paga pra você e ainda te dá uma bolsa de uns 1000$ para você viver enquanto estuda. Depois de 6 meses de formado você negocia o pagamento da universidade (não da bolsa), e pode pagar em 10 anos com juros minúsculos e conforme sua capacidade de pagamento.

Tá certo, é uma dívida, mas você faz o mesmo às vezes no Brasil e depois pra pagar é uma complicação só, com juros bem altos. Sem falar que os valores das universidades aqui não são tão caros como os das universidades dos EUA, por exemplo, e creio que não perdem muito para as particulares brasileiras.

Deixem seus comentários, mas creio que mesmo uma universidade brasileira ganhando, o acesso a ela é bem mais complicado que no Canadá, mesmo as brasileiras não sendo pagas.

Abraço

Comentários

Tatiana disse…
Oie, olha eu não sei o critério que fizeram, mas acho que depende do curso, eu sei que a UQAM em jornalismo é a melhor de Québec, etc. Há não muito tempo atrás, a University of Toronto estava entre as 10 melhores, eu até tenho essa matéria aqui, senão me engano foi em 2006. Já nesse ranking ela está em 28º lugar. A mesma coisa para a Yale que sempre apareceu entre as 10 melhores, logo em seguida de Havard. Eu sei que a as universidades dos USA são as melhores mas as do Canadá tb são muito boas e são mais baratas, como você mencionou, que as americanas para nós, brasileiros, estrangeiros em geral, pagarmos. Claro, que sendo residente permanente, nativo etc é mais barato, e há as bolsas que pelo o que eu sei, só são oferecidas a estrangeiros (no caso de Brasil e de Canada) para pós, mestrados etc, nunca para a graduação. É uma grande pesquisa. Também devemos levar em conta que as unis do Canada possuem uma infra estrutura muito melhor que as daqui, mesmo as privadas, etc. Eu acho, para mim, na minha opinião, de Brasil, a USP é a melhor, tanto que é a única que aparece numa posição razoável do raking mundial, (já que do nacional ela está fora do Enade) mas porém, vive em greve,
e como você falou, os critérios de avaliação são diferentes para entrar numa uni aqui e na maioria dos outros países - que baseam nas notas escolares e nao simplesmente somente numa prova de vestibular - mas enfim, mas acredito também, que sobretudo, quem faz a uni é o aluno - claro que um ensino de qualidade é fundamental - mas cabe ao aluno aproveitar as oportunidades que o curso oferece.
E ir além do que é pedido, exigido em sala de aula.
De minha experiencia, --- nao com universidades - mas escola de língua, tanto a que eu fiz em Toronto que era muito boa, e a que eu fiz em Montréal )que nem é tao boa assim, comparada com a primeira escola que eu entei mas tive que sair devido a lotação( eu posos te dizer que ambos os cursos pra mim foram bem melhores que os cursos daqui. E mesmo no curso de francês, e o de inglês, eu gastei masi lápis e papel do que o curso de jornalismo que eu fiz numa uni privada aqui, que é muito razoável, para n dizer outra palavra hehehehhe
Cada um tem uma opinão heheh
Bom final de semana!!!

Tatiana :-)
Ana Luna disse…
Nossa, adorei esse post de vcs!
Concordo plenamente com o sistema canadense de ensino!
Eu, sempre estudei em escolas públicas e quando chegou minha vez de ingressar na faculdade, acabei desistindo depois de 2 paus no vestibular federal e pra não me graduar como vestibulanda, preferi pagar a Universidade Privada e receber meu diploma!
Mas, o que mais me deixa decepcionada com nosso país são exatamente os incentivos! Eu, felizmente consegui pagar sem recorrer ao FIES!
Meu marido não teve a mesma sorte a sua dívida era imensamente maior quando terminou a faculdade e pra não pagar mais juros, decidiu quitar de uma vez juntando as economias de toda a família!
No caso dele, deu certo, pois há 15 anos atrás o cenário econômico era diferente, conseguiu emprego e se estabilizou em pouco tempo!
Hoje, fico com pena quando vejo a multidão de alunos indo para uma faculdade privada sem a menor perspeciva futura! E pior, qdo sairem vão se deparar com a conta gigantesca do FIES para pagar!
Fora as cotas! Nosso sistema está todo errado! Os burgueses ocupam as vagas públicas e ainda reclamam dos cotistas e o pobre tira do próprio sustento para pagar qualquer curso na esperança de mudar de vida! E... infelizmente... na maioria das vezes, com um diploma dessas universidades privadas, dificilmente esse aluno conseguirá concorrer com os alunos das universidades públicas para uma vaga de trabalho!
Enfim... isso é Brasil!
Adorei,
Bjs
Wellington disse…
Tatiana, de uma coisa eu sei... eles não avaliaram por curso... também achei estranha a avaliação... abraço
Taty disse…
No meu ponto de vista uma faculdade só poderia ser considerada ótima se as pessoas pudessem entrar nela... no caso da USP, só os mais privilegiados, com boas escolas e MUITO estudo conseguem....
O casal disse…
well, mt bom vc levantar esta discussão aqui no seu blog. Até pq mts brasileiros imigram pra cá, já com planos de estudar... como foi o meu caso.

Cara, eu posso te dizer que, de todas as políticas de ensino q eu conheço, reforço, QUE EU CONHEÇO, a do Canadá é sem dúvidas a mais justa.

Claro, a gente pode pensar em utopias.. tudo de graça e da mais alta qualidade... mas como já disse, isso é utopia.

As universidades brasileiras são melhors ou tão boas quanto as canadenses e são de graça? Eu não acho q sejam de graça não... vc tem q pagar mtttt grana a vida inteira do seu filho pra q ele estude nos melhores colégios,e CAROS, pra entrar numa USP, UFRJ, UNICAMP, UNB.....isso é de graça?

Aqui no Canadá vc tem a escola de graça a vida inteira pro seu filho.. já ouvi q tem q pagar taxas e4 tal, mas nada mt absurdas, vc pode até tirar essa dúvida pela escola dos seus filhos. E quando chega na hra de entrar na facu vc pode fazer o CEGEP q é ridículo de barato, sua dívida, se pegar empréstimo, depois de 2..3 anos de estudo vai ser ínfima... e mesmo q entre numa faculdade também... um curso de medicina aqui é mais barato do q um curso de medicina no Brasil em uni privadas.... e se formos comparar outros cursos, acho q vários aqui ficam mais baratos....

Entre na universidade aqui neste semestre e vi, eu mesmo, a facilidade q é... como o ensino superior é acessível a quem quer estudar....

fora a bolsa q vc vai receber do governo, q pode chegar até 700 e poucos dólares, um pouco menos do q vc disse, mas ainda um número bem razoável, vc pode, com mt facilidade, achar um emprego meio-período, de 20-25horas por semana, até mesmo dentro do campus... e tirar aí mais uns 700 a 1000 dólares por mês... claro.. vai ser MT puxado... mas se a pessoa conseguir, talvez faça a faculdade e ainda termine com o dinheiro inteiro no bolso pra pagar sua dívida ou uma bela entrada...

é o modelo mais justo q eu conheço até hoje...

um abraço!
joao
Olá... concordo com você! E penso mais: Além de ser mto díficil de entrar em uma faculdade federal no Brasil, fazer uma faculdade no Canadá te dá um diploma internacional e proficiência em inglês e/ou francês! O que é estremamente reconhecido no Brasil e te abre portas em vários lugares do mundo... não acha? Abraço!!!
P disse…
eu nunca duvidei das universidades brasileiras. sempre tive o prazer de trabalhar em multinacionais e em equipes mistas. meus conhecimentos nunca me envergonharam, ao contrário: formação sólida e eficaz.
mas sem dúvida sou uma privilegiada. conseguir passar num vestibular é tarefa cada vez mais árdua e manter-se durante 4 ou cinco anos de curso não é mole não!

[]s
p
André disse…
Esta pesquisa da Veja (que, na minha humilde opinião, não é uma revista séria) leva em consideração a quantidade de publicações de artigos feitas por docentes/doutorandos/mestrandos de cada universidade.
A idéia é boa, desde que seja relativa. Eles simplesmente se esqueceram de que esta matemática é uma furada se não for levado em conta o número de cursos/docentes/discentes de cada universidade!
Eu, por exemplo, estudei em uma das melhores escolas de engenharia do Brasil, um centro de excelência em engenharia elétrica (a federal de itajubá). No entanto, trata-se de uma universidade pequena, com cerca de dois mil alunos. Obviamente uma USP da vida (não desmerecendo a universidade, que é também muito boa) terá muito mais publicações com seus mais de 100 mil alunos e milhares de docentes em todas as áreas.
Ou seja, este ranking não é verossímil.

Postagens mais visitadas deste blog

Imigração - Propaganda

Desafio da Coruja Vermelha

Estudando Medicina no Canadá