A Saudade


Um amigo disse hoje pra mim: "Sem dinheiro o cara se vira... sem vontade de ficar: muito difícil"... calma... Não perdi a vontade de ficar... apenas peguei a frase para dar o exemplo.


A única coisa que não conseguimos administrar bem aqui é a saudade, ainda mais quando é a saudade dos outros... Eu me aguento bem, e ainda perto da família (Suzel, Thiago e Lulu), fico melhor ainda.


Mas quando a Suzel sente, as crianças sentem as saudades dos amigos e parentes, aí eu também sinto e muito por eles... fico triste por vê-los sofrendo.


Principalmente as crianças que no Brasil tinham amigos em casa o tempo todo, eles reclamam que a casa está vazia, e temos orado para Deus encher nossa casa de novo.


Mas o que me impressiona é que eles são guerreiros de verdade e estão se saindo muito bem no geral, nos detalhes a gente ajusta, aí isso me dá muita força e certeza de que estou no lugar certo.


Mas esta questão de saudade depende muito da pessoa, tem gente que é muito mais sensível a isso e sofre muito mais, a ponto de não aguentar ficar aqui, o problema é que só descobre isso quando chega aqui. Alguns descobrem mesmo quando passam a primeira dificuldade que com certeza virá.


Então, concordo com o que meu amigo falou... e adapto da seguinte maneira: "Sem dinheiro o cara se vira... Mas alguém sensível à saudade: Sofre muito mais. E ainda aconselho a colocar mais este item no planejamento de vocês.


A vontade de continuar após algumas dificuldades, vai depender da sensibilidade de cada um e da força que esta pessoa tem, mas acrescento o mais importante de tudo, vai depender muito da Vontade de Deus!


E outro amigo disse: Imigração não é pra qualquer um, só para os fortes, e imigrar não é mudar de endereço, é bem mais que isso tudo!

Muitos procuram matar a saudade de maneiras muito estranhas que mais tarde vão se arrepender, os que vem com a família, sofrem sozinho e por eles, os que vem só, sofrem por nao ter alguém para dividir a dor.


abraço

Comentários

LiliX disse…
ai que post triste...
A saudade é o único fator que me dámedo nessa empreitada...Não é a falta de grana...que com certeza vai haver...não é a "aventura" de aterrisar num país estranho sem falar a língua tão bem quanto eu gostaria....Mas a idéia de não poder ter um colo de mãe por perto...ou não poder chamar as amigas pra gente se acabar de dançar num sambão qualquer..rs...Isso sim...me faz tremer nas bases.
Eu já morei um ano e meio em outro país e contanto que eu faça amizades tão legais quanto as q eu fiz lá, acho q vou conseguir amaciar a saudade monstra q eu vou ter de tudo por aqui.
Karol Britto disse…
Oi Well e Suzel, tudo bem?
Nós não nos conhecemos, mas eu sempre entro no blog de vocês, apesar de nunca ter escrito, pois acho que é um dos mais ricos que existe, com relação a imigração!
Muitas informações que eu sei hoje, vem daqui!
Minha entrevista vai ser agora dia 07, em Salvador. E tenho pesnado muito nessa questão de saudade. Me pego demais observando, coisas, pessoas e lugares. Coisa que eu não fazia com demasiadamente como hoje.
E foi por conta deste post que eu resolvi comentar, pela primeira vez - e tenham certeza que não será a última.
E quanto ao que vocês escreveram no final: "Imigração não é para qualquer um, é só para os fortes" eu adorei e essa vontade de começar a minha vida em outro lugar, em longe dessa bagunça daqui me faz ser forte! é.. acho que sou pra imigrar sim!

Beijo no coração dessa família muito legal,
Karol

Ps: Tão add no meu blog! :)
Erika e Reuel disse…
ola!!
Realmente o fator saudade eh tenso!! So o Senhor pra nos sustentar mesmo!
Avisa para os seus filhos q casa vai ficar cheia outra vez, nos vamos estar mudando breve, se assim permitir o Senhor! Hehe
Que Deus venha encher os coracoes de vcs e suprir toda saudade!
Um abraco!
Ahhh parabens pra Suzel!!!

Postagens mais visitadas deste blog

50 profissões que o Canadá deseja

Imigração - Propaganda

Mais Detalhes sobre a imigração pro Canadá