Lulu pós Acidente - Saúde no Quebec

Primeiro quero agradecer a todos que mandaram mensagem, preocupados com a Lulu, pelas mensagens de melhoras e pelo carinho, ficamos muito felizes.

Lulu Pós Acidente
Bem, como já disse antes a Lulu teve uma fratura no braço (acho que eu tinha falado antebraço né), um pouco abaixo do ombro, o que dificulta mais os movimentos até mesmo de andar. Ela saiu do hospital, sem gesso, apenas com uma tipóia que fixa o braço ao corpo.

Enquanto havia a consulta os médicos pareciam não concordar com o que fazer (dois deles), gesso? tipóia? cirurgia? não sabemos se era muito cuidado ou falta de conhecimento mesmo... Até que colocaram a tipóia mesmo. Marcaram para ela voltar na sexta-feira (ontem) para consutar com um especialista. Especialista? como assim? já não eram? Isso mesmo não eram...

Fomos ao especialista ontem e ele examinou, tirou mais radiografias e disse que estava gostando da cicatrização, mas que iria pedir uma segunda opinião ao chefe dele. Segunda opinião? chefe? Ele não é o especialista? Nossa sorte (sorte?) é que o chefe concordou com ele em manter a tipóia mesmo por mais 2 semanas e 6 semanas sem qualquer atividade física com um pouco de fisioterapia básica. 

A Lulu ainda sente dor, não consegue dormir direito, por causa do braço e porque ficar parada o dia inteiro sem gastar energia, tira o sono dela.

Mas independente se foram ou não insegurança dos médicos, nós sabemos muito bem quem é que estava cuidando dela o tempo todo. E sempre que ficava preocupado com gesso? tipóia? cirurgia? só pensava em orar e agradecer a Deus por nada pior ter acontecido e ela estar conosco em casa.

Mas a Lulu com muita graça de Deus, foi forte o tempo todo, e muito madura.

Mais uma vez obrigado meus amigos, pelas orações, mensagens e todo o carinho... Sentimos que não estamos sozinhos apesar da distância.

Saúde no Quebec
Na quinta feira podemos conhecer o Luiz da Ana, (entrem no blog dele que vocês vão lembrar quem é), papo muito bom, espero vê-lo de novo, da próxima vez com a Ana. E conversando sobre o assunto da Lulu, ele comentou de uma pessoa que ele conhecia que caiu de moto. Não foi trabalhar num dia e apareceu no outro contando a história e mancando, daí o Luiz perguntou se ela tinha quebrado alguma coisa, ela respondeu que não sabia, pois houve o primeiro atendimento e que marcaram que ela voltasse depois.

Eu pensei, será que eles enchem de cuidado com as crianças e com os adultos deixam correr solto? E pensei, como Deus agiu em toda a situação da Lulu, e me preocupei mesmo, sabendo que o que poderia nos esperar era isso que aconteceu com esta pessoa, lembrei das esperas de 10 horas nos hospitais, dos 6 meses que esperei para fazer uma ressonância no joelho, e outras muitas histórias não muito boas, além de reportagens onde o Quebec assume que não dá conta mesmo de dar médico de família para todos.

Não posso esquecer da maneira que a Lulu foi tratada no hospital e no primeiro atendimento pelos paramédicos, nem posso esquecer o como foi fácil pra nós arrumar um médico de família, bem melhor do que estávamos esperando. Então concluo o seguinte: Devemos voltar nossos olhos para Deus mesmo, Aquele que realmente cuida de nós sem falha nenhuma e que quer de nós apenas nossa dependência total.

abraço


Comentários

Ola. acompanho seu blog e gostei muito de saber comofunciona o atendimento ai. Que bom que sua filhinha está bem.

bjs


edina
Camila disse…
Hei Lulu,
que susto heim!!!
Mas tenho certeza que vc correr pelo parque de novo ja ja.
Os meninos mandam bjos e rezam por vc. Ah, tb mandam dicas do que fazer enquanto esta de molho:
- filme guerra dos tuques;
- livro Galoche;
vc se diverte e aprende o frances ao mesmo tempo.
divirta-se!!!
Camila, JR, Vitor e Lara
Rossana disse…
Pois é... recuperação de fratura é sempre chatinha... mas que bom que ela já está melhor. Fico feliz em saber. Vai ficar tudo bem e já já ela vai estar saltitando de novo.

Bjocas

ps: essa foto que vc colocou dela está linda. Sou fotógrafa e adoreeeei!!
Taty disse…
vou meter o meu bedelho.. quando eu capotei o carro e quebrei o rádio (no braço) meu doc aqui no br não em engessou de cara.. as vezes pq tá inchado (ele me explicou) não é bom engessar... fiquei com uma faixa... mas ele me fez jurar que eu não ia nem respirar, q se eu "relasse" o braço em qq lugar ia ter que ir pra cirurgia... conclusão.. depois de 2 meses, tirando o gesso uma semana sim, a outra não, montes de raio-x não precisei operar.... a minha mãe não... quebrou o mesmo osso (caiu na rua com as compras do supermercado) mas como não se cuidou teve que operar (e foi o mesmo médico)... então acho que cada caso é um caso... as vezes, no dela, não precisou do gesso... sabe o q eu acho tb... que aqui no brasil existe uma "aura" de conhecimento nos médicos... achamos que eles tem que saber de tudo na ponta da língua... então eles tb agem dessa forma (cultural a questão)... da pra ver em programas com ER, HOUSE, que eles sempre vão em vários médicos para "discutir o caso"... isso não rola aqui no brasil... não na frente do paciente.... ;) mas fico muuuito feliz de tudo estar se resolvendo... e eu sei bem o que é não ter posição pra dormir hehehehe

Postagens mais visitadas deste blog

Imigração - Propaganda

Desafio da Coruja Vermelha

Estudando Medicina no Canadá