Canada favorece profissionais de TI





O governo do Canadá lançou um novo modelo de imigração, que deve favorecer os profissionais de TI interessados em se mudar para o país.

Com o chamado Express Entry, promulgado em primeiro de janeiro, aumentou bastante a pontuação concedida a candidatos com uma vaga de emprego assegurada no país.

Antes, esse quesito somava 5% dos pontos, menos do que a pontuação concedida se a idade do aplicante ficasse entre 18 e 25 anos . 

Agora, uma vaga assegurada significa até 50% dos pontos, mais do que qualquer outro critério. (A idade segue contanto, mas agora numa faixa mais restrita, entre 20 e 29).

Os pontos por domínio da língua, por exemplo, foram reduzidos de 30% para 10% dos pontos, assim como os títulos acadêmicos.

Segundo a última edição anual focada em empregos da revista McLeans, a profissão de engenheiro de software figura entre as de maior demanda hoje no Canadá. De acordo com estatísticas do governo local, 22% das vagas de TI serão ocupadas por imigrantes nos próximos anos.

O objetivo de fundo da maior ênfase em candidatos empregados é reduzir o índice de desemprego entre os imigrantes, hoje 50% maior do que a dos canadenses.

Ao mesmo tempo, o estímulo para se obter um trabalho antes de imigrar deve aumentar a ida de novos profissionais para cidades fora de grandes capitais como Toronto e Montreal.

Críticos do novo modelo, no entanto, argumentam que ele abre espaço para maior discriminação racial, ao colocar tanto poder na mão dos empregadores, assim como a tentativas de fraudes de imigrantes com ofertas de emprego falsas.


Comentários

Sandy Mel disse…
wow isso é uma boa notícia para todos fora da TI não


ligação útil : Cromwell

Postagens mais visitadas deste blog

Imigração - Propaganda

Estudando Medicina no Canadá

Desafio da Coruja Vermelha